terça-feira, 3 de maio de 2011

Professor Alzir Maia

(Reprodução de livro)
Professor Alzir da Silva Maia nasceu em São Luís, Estado do Maranhão, no dia 27de setembro de 1910, filho do músico Ernesto Florêncio Maia e D. Rita Rodrigues da Silva Maia.
Iniciou seus estudos nas escolas primárias de São Luís e, ao se transferir com sua família para Belém, no ano de 1925, foi matriculado na Escola de Artífice, hoje Escola Técnica Federal do Pará onde completou o 1º e 2.° graus.
Estava com 18 anos quando viajou para o Rio de Janeiro, matriculando-se na EscolaTécnica Venceslau Brás, onde se diplomou professor de Desenho, Matemática e Ciências. No ano de 1944, conheceu o Governador Janary Gentil Nunes e aceitou o convite para trabalhar no Território Federal do Amapá, chegando à Macapá,no dia 23 de janeiro daquele mesmo ano.
Iniciou suas atividades profissionais no dia 7 de fevereiro, lecionando em um Curso de Alfabetização de Adultos destinado aos operários com o fim de ensiná-los a escrever, para assinar as folhas de pagamento e adquirir documentos.
Ingressou no Quadro de Funcionários do Governo do Amapá no dia 1º de junho de 1945, designado para trabalhar na Escola de Iniciação Agrícola, sediada na Base Aérea do Amapá, dirigida pelo professor José Barroso Tostes.
Em 16 de fevereiro de 1946, foi lecionar no  ; no ano de 1951, foi para a Escola Industrial na qual foi professor até se aposentar, tendo chegado ao cargo de Diretor, em substituição ao professor José Epifânio Martins.
Era um entusiasta, participante de todos os eventos sociais e cívicos
das escolas por onde passou.
No ano de 1955, fundou uma escola particular que denominou de Instituto Veiga Cabral, funcionando na sede do Trem Desportivo Clube, depois, na sede do Latitude Zero e, finalmente, em uma casa onde está hoje situada a feira do Mercado Central.
Participou da Diretoria do Trem Desportivo Clube; fundou com Turíbio Guimarães e Raul Calins o Atlético Latitude Zero em 25 de janeiro de 1945; participou da criação do Conselho Regional de Desportos com Glycério de Souza Marques, Messias do Espírito Santo, Pauxy Gentil Nunes, Acésio Guedes, sendo nomeado secretário.
Casado com a professora Estelita de Castro Maia e desse enlace nasceram os filhos Reginaldo, Ronaldo, Renise, Renilda Regina, Rosenilce e Rita de Castro Maia.
Na vida política era amigo dedicado e leal ao capitão Janary, Coaracy Nunes Hildernar Maia.
Quando Janary foi derrotado na reeleição para Deputado Federal, abandonou a política. Aposentou-se no ano de 1979, transferindo-se para Belém, aí permanecendo por 5 anos, quando viajou para o Rio de Janeiro.
No ano de 1994, decidiu morar novamente em Belém e rever seus amigos e, nesse mesmo ano, no dia 19 de maio, faleceu o velho mestre, desportista amigo, participante ativo da entidade dos professores, pioneiro de todas as iniciativas na construção do atual Estado do Amapá.
(Fonte: Livro Personagens Ilustres do Amapá Vol. II, de Coaracy Barbosa - edição 1998).

Nenhum comentário:

Postar um comentário